Pular para o conteúdo principal

Como Fazer Provas de Múltipla Escolha: 6 estratégias para mandar bem até nos chutes

Quando falamos de testes de múltipla escolha, aquele de escolher a alternativa certa, é muito comum ouvirmos aquela frase: "na dúvida, escolhe a C".

Porque é a do meio... por que sai mais...

Todo mundo já ouviu alguém defender essa alternativa, seja qual for o motivo.

Eu já.

Ou então, como uma última medida desesperada... "minha mãe mandou eu escolher essa daqui, mas como eu sou teimoso eu escolhi essa daqui".

Nunca?

Não mesmo?

Imagem de tjevans por Pixabay 

Para você parar de basear as suas escolhas por meio dessas estratégias questionáveis, hoje vamos conhecer algumas dicas mais bem fundamentadas que você pode usar na sua próxima prova.

São cinco estratégias.

Mas atenção, a primeira é um verdadeiro achado: não se esqueça de colocar o seu nome na prova.

Brincadeira, aqui vão as dicas reais.


Como Aumentar suas Chances em Provas de Múltipla Escolha

#1 Passe os olhos pela prova antes de começar

Essa técnica faz com que você tenha uma visão geral do estilo da prova e te dá a chance de resolver aquelas mais fáceis primeiro e poupar o seu tempo para as verdadeiramente difíceis.

Além disso, você pode identificar se há mais de uma questão sobre um mesmo assunto bem específico que pode te ajudar a achar a resposta de outra.

Tudo bem que é difícil encontrar situações como essa, e nem é bom que você gaste muito do seu tempo procurando por elas, mesmo assim, é bom lembrar dessa estratégia.

Imagem de Jan Vašek por Pixabay 


#2 A técnica "comece na difícil e pule para a fácil"

Essa é genial.

Nessa técnica você começa com uma pergunta realmente difícil e fica algum tempo nela. Se não conseguir achar a resposta, pule para uma mais fácil.

Ao mudar para a mais fácil, você permite que subconscientemente sua mente trabalhe na mais difícil em segundo plano, já que a atual (a mais fácil) exige menos esforço e sua mente já está no modo super focado.

Quando você voltar à mais difícil, suas chances de responder com mais clareza aumentam.

#3 Leia a questão duas ou mais vezes

Questões de alternativas são uma tentação para bater o olho em uma delas e achar que ela é obviamente a alternativa certa.

É a que mais (ou a única) que faz sentido.

Mas uma simples palavrinha no enunciado pode fazer você se enganar tristemente.

Principalmente se você perceber isso apenas no gabarito já preenchido.

Algumas delas são:

  • Qual das alternativas a seguir NÃO é...

  • Marque TODAS as respostas que se aplicam.

  • Qual das alternativas é a MAIS correta?

  • TODAS OU NENHUMA ACIMA.

Percebeu?

Quantas vezes eu não quebrei a cabeça tentando descobrir qual era o pequeno detalhe que diferenciava uma alternativa da outra quando eu tinha certeza que todas estavam certas e só depois de muito esforço reparar que havia a alternativa "Todas"?

Acontece.

Imagem de F1 Digitals por Pixabay 

#4 Reveja rapidamente suas respostas após cada página da prova

Deixar para dar aquela última conferida nas suas respostas bem no final da prova, naquele momento de ansiedade para entregá-la pode ser muito cansativo e aumentar as suas chances de "passar batido" por algum detalhe.

Olhar cada página antes de seguir para a próxima página pode ser chato, mas é menos informação por vez para conferir e mais fácil de achar pequenos erros como não perceber as palavrinhas traiçoeiras (da dica #3) ou que marcou o "x" no lugar errado.

#5 Lembre-se do local onde você aprendeu o assunto

Se você encontrar uma questão em que parece que você sabe, mas a resposta não sai de jeito nenhum, tente se lembrar do lugar em que você estava quando estava estudando esse assunto.

Faça isso da forma mais vívida possível.

Essa técnica tem base na memória dependente de estado que diz que as pessoas têm mais chances de se lembrar de informações quando são testadas no local em que aprenderam.

Mesmo não estando no lugar propriamente dito, se você se colocar vividamente nessa memória, pode funcionar.

#6 Essa vai fazer você me agradecer de verdade: estatísticas

Você pode seguir todas as dicas anteriores para tentar ao máximo ter um bom resultado em suas provas.

Mas, inevitavelmente, em algum momento você vai se deparar com aquela que você simplesmente não sabe.

Não tem a mais óbvia...

Não há pegadinhas...

Você PRECISA chutar, mas chute com classe.

Não tente adivinhar aleatoriamente com "mamãe mandou".

Use as estatísticas para encontrar as falhas que quem escreveu a prova pode ter cometido.

O autor William Poundstone, em seu livro "Rock breaks scissors", analisou 100 provas de múltipla escolha e de verdadeiro ou falso de várias tipos: de escolas, faculdades, auto-escolas etc.

Ele percebeu que:

  • As questões de verdadeiro ou falso costumam pender para verdadeiro (nos testes analisados, 56% das respostas eram verdadeiras e 44% eram falsas);

  • Respostas consecutivas com a mesma letra são menos prováveis (nas provas em que havia três opções por pergunta, apenas em 25% das vezes a resposta era com a mesma letra que a anterior; isso também se aplica às questões de verdadeiro ou falso, quer dizer, a alternância entre verdadeiro e falso era de 63%);

  • Se a resposta se encaixar gramaticalmente de forma correta, é maior a probabilidade de ela ser a alternativa certa (você já se deparou com alguma alternativa que não era bem uma continuidade do enunciado, que parecia abruptamente cortada?);

  • As respostas "todas as opções acima" ou "nenhuma das opções acima" estavam corretas em 52% das vezes.

Preste atenção às estatísticas acima e elas podem te ajudar.

Lembrando que essas não são as regras, apenas os resultados de um bom estudo que merecem ser analisadas.

Considerações finais

As dicas desse artigo são ótimas, mas nada substitui a preparação.

Se prepare com muito estudo focado, mas naquele momento de branco, lembre-se dessas dicas.

Procurando mais dicas de estudo?

Você pode gostar desses outros posts da categoria dicas de estudos:


Se você gostou desse post, compartilhe com algum amigo e não deixe de se inscrever para receber uma notificação sempre que um novo post for compartilhado.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Planner de Estudos em PDF Grátis Para Imprimir (Estudo Bacana©)

O planner é uma ferramenta de planejamento e organização - como uma agenda, mas muito mais detalhada.  Utilizar um planner específico para os estudos pode aumentar em níveis surpreendentes o seu foco no que é importante, a sua noção de onde você está dentro da programação e o que há por vir. No artigo de você você vai descobrir: O que é um planner A vantagens de utilizar um planner específico para estudos Como é o planner gratuito do Estudo Bacana Como baixá-lo E cá entre nós... não é porque é uma criação aqui do Estudo Bacana, mas o planner é lindo , completissimo e feito como um presente para vocês leitores do blog ... de tirar o chapéu! O Planner de Estudos gratuito do Estudo Bacana possui dois modelos com 14 páginas cada um. O que é um planner de estudos? A palavra planner , traduzida do inglês para o português, significa planejador . E é exatamente isso o que faz essa espécie de agenda.  Um planner pessoal pode possuir seções que tem o objetivo de planejar diversas áreas:  Proje

15 Dicas para um Caderno Bonito e Organizado (o mais completo - 2021)

Você já viu um caderno esteticamente bonito e organizado? Uma busca rápida pelo Google Imagens, no Pinterest ou em Studygrams e você fica impressionado com a forma como os conteúdos são bem distribuídos nas folhas, coloridos e harmoniosos. Mas você sabia que ter um caderno organizado em termos de espaçamento, cores e fontes pode influenciar o seu desempenho na hora de revisar o conteúdo? Por que ter um caderno organizado? Para muito além da beleza, a estética das anotações em um caderno podem trazer benefícios como: Facilidade de localizar conceitos, definições e trechos importantes para as provas; Demonstrar a capacidade de síntese e de organização; Mostrar o seu capricho e dedicação aos estudos. Nesse artigo, reuni todas as melhores dicas de estudantes para construir um caderno com anotações bonitas e organizadas . Observação importante: procurei exaustivamente pela autoria dos cadernos mostrados aqui, mas para alguns não foi possível identificá-los. Caso você conheça a autoria, por

Pauta Jornalística: como fazer passo a passo + 3 modelos editáveis gratuitos

Imagem de Daniel Friesenecker por Pixabay Você precisa criar uma pauta para produzir uma matéria mas não sabe como começar? Tem dúvidas sobre quais itens colocar? Não se preocupe : neste artigo você vai encontrar o passo a passo para construir uma excelente pauta. A pauta é o principal instrumento do jornalista para o desenvolvimento de seu trabalho. Com base nas informações colocadas nesse documento o repórter conseguirá guiar as entrevistas, determinar o enfoque da matéria e fazer as imagens e observações mais interessantes para a produção. Inicialmente, a produção da pauta era responsabilidade dos pauteiros, mas com o mercado de trabalho exigindo cada vez mais profissionais multitarefas e ágeis na dinâmica das redações, essa tarefa pode ser feita por editores. + Pode interessar : conheça os cargos e funções em uma redação jornalística + Veja também : quais são os departamentos de uma empresa de comunicação Esses profissionais, após receberem uma informação inicial ou algum indício